Ver miolo
 
A Princesa da Chuva
Luísa Ducla Soares (texto), Fátima Afonso (ilustração), Civilização (editora)

Há muito tempo, no Reino dos Reinetas, a princesa Princelinda foi fadada ao nascimento por três fadas – uma deu-lhe bondade, outra beleza e a terceira, arreliada por a bebé lhe ter feito chichi no vestido, fadou-a para que onde quer que ela estivesse, chovesse. Ora isto trouxe-lhe uma vida muito infeliz, pois nunca conheceu o sol e todos na cidade a culpavam da chuva constante… Princelinda abandonou então a alta torre do castelo onde vivia e decidiu viajar pelo reino, para usar a sua «qualidade» onde era mais necessária. Foi assim que fez nascer rios no deserto e tornou os campos mais férteis. Três anos depois, de volta à sua cidade, percebeu que tinha mesmo um dom, pois com a sua chuva trouxe de volta ao reino a riqueza que havia perdido.