Ver miolo
 
O Pássaro da Cabeça
Manuel António Pina (texto), Joana Quental (ilustração), Quasi (editora)

Cabem nestes poemas pássaros da cabeça, do coração e da imaginação, sopas que devem ser lidas, ioiôs que andam ao contrário do que a nossa mão manda e criaturas misteriosas e muito grandes, chamadas gigões e anantes. Aqui vais travar amizade com uma menina de tranças e vestidinho às flores que se vê acompanhada de alguns versos (aqueles que conseguem saltar dos poemas e invadir as imagens) e vais ainda aprender o segredo dos adultos: eles não crescem nada, as coisas à sua volta é que mudam de tamanho…